Publicado em Contos

continuando a hist�ria do cara que nunca tinha olhado pro lado…

Ele continua olhando para o lado, sempre.

N?o consegue evitar.

Ela parece um �m? que atrai seu olhar.

E ambos se olham, sorriem, trocam poucas palavras.

Mas nada dizem.

Ele se perde olhando seus l�bios,

Seus olhos,

Seu nariz de perfil,

Seu cabelo.

Oh, Deus! Como � belo seu cabelo!

Ela parece um anjo.

T?o pequena, t?o fr�gil.

E ao mesmo tempo, nem um pouco indefesa.

Ele, que era professor no assunto, virou aluno.

Ele sabe que n?o tem mais sete anos, ou oito, ou quinze.

E sabe que parece est�pido passando por isso.

De mestre, se sente aprendiz.

De pol�tico, poeta.

Ele olha de novo pro lado,

E s� v? ela.

Tem mulheres ? sua volta,

Mas n?o ela.

Ele quer ela.

Mas ele mal a conhece.

Ele quer ela.

Mas ela mal o conhece.

Ele quer ela.

Mas n?o tem for�a para que comece.

Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s