Publicado em Contos, Duelo de Escritores

Sobre a Páscoa e outros bichos (as)

Fábio Ricardo – 26/03/08

Tem um homem sentado no meu sofá da sala, comendo chocolate. Eu não sei o que é pior nesse caso: passar o domingo inteiro comendo chocolate, ou começar uma frase com “tem um homem”.

O fato é que já passam das quatro da tarde e eu ainda não almocei. Tô aqui, sentado, comendo chocolate. E essa merda faz uma sujeira danada. Quando dei a primeira mordida, um pedaço de doce já se soltou do restante e caiu bem no meio das minhas pernas. Nesse movimento de cruza-e-descruza, já estou com uma mancha marrom bem do lado do saco.

Eu admito, que apesar disso tudo, me considero um cara bem inteligente, dono de minhas próprias decisões. Mas é uma merda entrar no supermercado nessa época do ano, com aquele monte de ovo pendurado sobre as nossas cabeças e a gente lá, com cara de pato, olhando pra cima até arrumar um torcicolo. É pior que Natal! No Natal, pelo menos, eles tentam nos empurrar tanta coisa que fica mais fácil de negar. Já na Páscoa, é simplesmente chocolate para tudo quanto é lado. É praticamente impossível não comprar ao menos um. Impossível também achar um por menos de R$ 20.

Mas o lance é que eu fui ao supermercado comprar um maldito chocolate para o meu vizinho. Pedi o cortador de grama dele emprestado faz uns três meses. Estraguei aquela porcaria quando passei com a lâmina em cima de uma latinha de cerveja que estava escondida no meio do mato. Ela me fodeu a canela também, mas o pior foi o cortador. Prometi que ia consertar, mas até agora nada. Daí que me sinto culpado. E daí que com essa merda de modo de ver a religião que a gente tem hoje, me convenci que para não me sentir tão culpado eu tinha que dar um ovo de chocolate pro cara.

A merda maior é que acabei comprando um pra mim também. Agora tô aqui, gordo, todo babado e com uma mancha marrom do lado do saco. Parece até que tô cagado.

Mas é engraçado esse lance de Páscoa. Porra, o mundo tá cada vez menos cristão. Sério, é foda. O pessoal fala de Páscoa, o lance da ressurreição, mas só quer saber mesmo de ovo de chocolate. É só reparar: ninguém mais dá bola pro que está escrito na Bíblia. Sem contar que o mundo é dos viados, cara. Isso é totalmente não cristão. Pode ver, os caras mais fodas e admirados que a gente lembra são todos viados. Tem o Freddie Mercury, o Cazuza, o Renato Russo, o Almodovar, o Andy Warhol, o Bill Gates. Porra, será que o Bill Gates é viado? Acho que não faz muita diferença mesmo, já que nerd não come ninguém. Mas ta aí, a nossa Páscoa é isso. Um monte de chocolate, um monte de viado e nada da porra da ressurreição. Ah, merda, mais um. Agora, além da calça, tenho que ir lá trocar a camisa também.

Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

2 comentários em “Sobre a Páscoa e outros bichos (as)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s