Publicado em Contos, Geral

Paraque

Para que tantos medos se ainda temos tantas aventuras a viver, tantas bocas a beijar, tantos sonhos a concretizar? Para que tanto receio se não temos como saber, não temos para quem contar, não temos o que perder? Para que tantos pudores se ainda temos tantos gostos para provar, tantas fantasias a realizar, tantos corpos para possuir? Para que tantas dúvidas se ainda temos tanta estrada a percorrer, tantos passos para dar, tantas escolhas a fazer? Para que tantas palavras se nós temos tanta pele, tanto sabor, tanto suor? Para que tanta vergonha se nós temos tantos olhares, tantos sorrisos, tanta malícia? Para que tanta vontade se não tomamos atitudes? Para que tanto sonhar, se não temos a coragem de viver?

Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

Um comentário em “Paraque

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s