Publicado em Jornalismo

Eleições na internet?

Já se passaram as eleições e o assunto já morreu. Agora só se fala em Oktoberfest. Mas esse ano eu percebi uma mudança interessante em relação às últimas eleições. A cobertura da mídia informal, mais especificamente de blogueiros e jornalistas que acompanharam em tempo real os resultados das eleições em Blumenau.
O site do TSE ficou fora do ar por um bom tempo na tarde de domingo, durante a apuração. Provavelmente pelo grande número de acessos que estava recebendo. O site do Terra não conseguia acompanhar o ritmo dos resultados e até o ClicRBS caiu com tantos acessos ao mesmo tempo.
O que aconteceu, então? Os usuários da rede começaram a trocar entre si as informações. Blogs, Twitter, Orkut, MSN, tudo foi utilizado em conjunto para manter os internautas atualizados. Eu mesmo entrei na dança. Através do Twitter, eu publicava toda informação que chegava a mim. Passei o domingo assistindo a cobertura da TV Galega, acompanhando o blog sobre política montado pelo Jornal de Santa Catarina, acompanhando as discussões na comunidade “Blumenau” no Orkut, ouvindo a Rádio Nereu Ramos e trocando idéias com todo mundo que estivesse online. Até resgatei alguns colegas com quem não falava a séculos, apenas para ver se conseguia pelo MSN alguma informação nova.
O resultado foi uma cobertura intensa, mas um tanto superficial, via Twitter. Digo superficial por que eu não estava na rua, fazendo um trabalho bem feito. Estava em casa a maior parte do tempo. Apenas pude falar daquilo que vi ao visitar 3 locais de votação durante o dia.
Onde estavam os jornalões nessa hora? O único que realmente fez uma cobertura foi o Jornal de Santa Catarina, através do sistema precário do ClicRBS, alvo de reclamações dos próprios jornalistas da casa, que não tinham muito desenvoltura para fazer o trabalho com a qualidade que gostariam de fazer. Mesmo assim, deu para acompanhar informações importantes através do trabalho deles. Pena que na “hora do vamos ver”, que foi realmente a cobertura dos resultados, o site saiu do ar e os internautas ficaram na mão de novo.
Mesmo com todo esse oba-oba sobre o poder da comunicação na era da internet, qual o melhor jeito de se manter informado na cobertura política? Pelo nosso velho amigo Rádio AM.

Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

4 comentários em “Eleições na internet?

  1. É verdade. O rádio continua soberano da velocidade. Pelo esporte é a mesma coisa. Acho que essa é a grande característica do rádio e el não ser´abatido nisso, não. O que a internet tem q

  2. apertei errado. Continuando, a internet tem que trazer, além de rapidez, opinião, para provocar a interatividade. E, claro, a evolução da tecnologia vai aos poucos impedir esses “brancos” em momentos cruciais.

    abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s