Publicado em Jornalismo

Blogs X Jornalismo: Réplicas

Ontem a noite foi a Noite da Imprensa na Oktoberfest. O Camarote da Prefeitura recebeu jornalistas que confraternizaram, beberam, comeram e se divertiram. O que me surpreendeu foi o teor das conversas durante boa parte da noite (ao menos as que se endereçaram a mim, obviamente): BLOGS.

Encontrei toda a turma do Jornal de Santa Catarina lá na festa. Nessa turma, além de ex-colegas, tenho amigos que transcendem esse papo de coleguismo: já eram amigos muito antes de eu escolher a faculdade que ia fazer. Tem também um ex-professor, que depois virou chefe, e diversos colegas que também considero professores, pois me ensinaram muito na minha passagem pelo jornal.

Assim que cheguei, a recepção foi recheada de “pegadas no pé”, de cobranças e de réplicas ao que eu tinha escrito ontem. Acho que a primeira coisa que me falaram já foi: “Teu blog causou polêmica na redação”. Tudo com muito bom humor e na amizade, claro. Gostei que mesmo que vieram confrontar meu texto, todos o fizeram na boa, sem levar pro lado pessoal e sem querer briga. Até mesmo as meninas que foram citadas no texto, mesmo rassabiadas pela citação, não levaram como ofensa (ao menos não o demostraram).

Se causou polêmica, fez pensar, o que já é um ganho. Por sinal, ontem mesmo já foi colocado um vídeo no Oktoblog. Viu? Já temos multimídia por lá, justo o que eu mais vinha criticando.

Além do povo do Santa, tive uma conversa divertida com o Alexandre Gonçalves, da RIC Record, a respeito dos tão polêmicos blogs. Para quem não sabe, o Alexandre tem o blog mais polêmico da cidade, onde em meio ao conturbado período eleitoral, ele comprou a briga e colocava suas visões sobre tudo o que acontecia nessa dança. Resultado? Até 1,7 mil acessos ao seu blog por dia.

Ele ganhou credibilidade, por mostrar que é um baita colunista político, e a empresa onde ele trabalha ganhou muito também, afinal de contas ele mostra suas armas que não estão expostas na TV e demonstra que é um jornalista de mão cheia. Ele me contou ontem que pensou seriamente em desistir do blog, afinal de contas não ganhava nada  (financeiramente falando) para ficar sendo atacado e xingado pelo sistema de comentário, recheado de anônimos.

Eu não costumo receber esse tipo de comentários, pois não sou tão polêmico quanto ele (muito menos tão lido), mas já começam a aparecer os anônimos por aqui:

Um jornalista Disse:
Sex 17 Outubro, 2008 at 18:04 e

Tu e teus amigos escritores, desenhistas e pitorescos usam o Santa para alavancar as visitas aos respectivos blogs. Isso é triste.

Bom saber que temos mais um colega de profissão que lê o blog. “Um Jornalista“, é uma pena que não tenhas colocado teu nome e nem teu e-mail para a gente poder conversar sobre isso, porque é um tema bem interessante e que eu já me peguei pensando nele vez ou outra.

É claro que eu uso o Santa para alavancar as visitas do meu blog. Óbvio! Boa parte do meu blog é voltada para a discussão do jornalismo. Meus leitores são, em sua maioria, colegas de profissão. Quero sim discutir o modo como é feito o jornalismo na região (e o Santa é o maior jornal e exemplo que temos), para que a gente possa melhorar esse processo. Eu poderia mandar um e-mail direto para as meninas do Oktoblog dizendo “gente, vocês poderiam usar mais multimídia e colocar mais links no blog, ficaria mais legal“. Mas prefiro fazer isso pelo blog porque meu alvo não é só a pessoa em si, e sim o tema. Como o  pessoal que lê o blog é jornalista iniciante (creio que a maioria seja, afinal são esses que mais pesquisam esse assuntos) pode pegar umas dicas para fazer mudanças na forma como trabalham.

Eu melhoro meu trabalho através do que me dizem pelos comentários, e ficaria muito feliz se soubesse que alguém melhorou seu trabalho a partir de algo que falei aqui (não sei se o video do Oktoblog de ontem veio motivado por uma idéia como essa, imagino que seria uma mudança natural).

Bem, como este post já está quilométrico e eu continuo com ressaca de ontem, encerro convidado o “Um Jornalista” e todos os outros uns jornalistas que acabarem lendo isso, para entrarem na discussão também. Seja pela caixa de comentários, seja por e-mail, dêem as caras e tragam idéias novas. Quem sai ganhando com qualquer mudança no trabalho jornalístico blumenauense, é o jornalismo como um todo.

Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

10 comentários em “Blogs X Jornalismo: Réplicas

  1. O “pitorescos” do ” um jornalista” seria uma alusão ao Controvérsias Pitorescas, nome original do meu blog? Se for, obrigado pela audiência e volte sempre!

    O blog é a libertação do jornalista na imprensa. Ele veio para revolucionar a forma em que se faz as notícias. Não tem volta!

    E a RBS, muito comentadas nas discussões sobre o assunto, SABE MUITO BEM DISSO. É só ir em http://www.clicrbs.com.br e ver a QUANTIDADE de blogs hospedados por eles!

  2. O comentário do um jornalista tá mais parecendo dor-de-cotovelo.

    Eu não vejo tristeza nenhuma em um link em um site contribuir com a visitação de outro. E se o outro for tão bom, ganha o internauta curioso o suficiente para dar a clicadinha.

  3. Fábio, primeiro parabéns pela discussão no blog. Como alguns leitores teus sabem, tenho muitos motivos pra citar o Santa em discussões de jornalismo no meu blog. Não o faço porque acredito na nossa rede. Tu discutes muito bem comunicação. Por isso, se algum desenhista usa o santa pra alavancar as visitas ao blog, com todo respeito ao amigo ilustrador (e competentíssimo) Dênis Pacher, está comentendo uma heresia. Afinal, o santa é um zero em referência para a história da arte ou para a arte contemporânea. Eu discuto arte, e tu discutes comunicação com maestria. Parabéns pelo resultado do trabalho! E feliz aniversário!

  4. Mais a ser dito:
    Aos jornalistas do Santa que comentaram o post anterior na festa: é ótimo ocupar a atenção da mídia regional controlando grandes veículos, mas isso implica em ser um modelo. Não só a ser seguido, como muitas vezes é, e com merecimento, mas também a ser criticado. É uma região que pensa.

  5. Se os jornalistas de Blumenau e região não terem o direito de discutir os prós e os contras do Santa, não vejo quem o possa fazer, então. E sobre o comentário, só fica a sugestão para o amigo jornalista, comentar com seu respectivo nome. Não é mesmo?

  6. Acredito que o que acontece no Santa é uma coisa que acontece em vários outros jornais. As meninas que estão responsáveis pelo blog da oktober são jornalistas de impresso. Criaram um blog e colocaram elas pra fazer jornalismo online, que é tem um texto um pouco diferente do impresso, ainda mais se trando de blogs. mas elas continuam fazendo impresso também.

    Acredito que se querem que você faça um bom trabalho deves fazer apenas uma coisa. Jornalismo pra internet envolve o conhecimento em várias mídias. Não só texto, mas também vídeos, áudio, fotos. Coisa que você só consegue fazer se estiver fazendo só isso, e também se dominar todas estas mídias.

    Ninguém vira webjornalista de um dia pro outro. Nem mesmo o melhor jornalista de impresso, ou de Tv, ou de qualquer outro meio. É a mesma coisa que colocar um assessor de imprensa para fazer Tv, ou um jornalista de rádio para fazer revista. Os meios são diferentes, consequentemente as formas de fazer a mensagem serão diferentes. E isso exige um pouco de prática e que a pessoa tenha perfil para fazer bem feito.

    Eu acho ainda que em Santa Catarina não temos bons exemplos de jornalismo digital. Faz pouco tempo que começamos a discutir isto na academia. Na Univali, por exemplo, começamos a discutir seriamente este assunto em aula neste semestre, com a turma que está no 5º período.

    Não só o santa, mas muitos jornais do Brasil precisam decidir se querem ou não investir na internet, porque viver de improviso não dá. Colocar as mesmas notícias que saiu no impresso não é legal.

    A univali está organizando uma pós em mídias digitais. O provável início, se fechar turma, é em abril de 2009. É uma boa dica para quem quer atuar neste mercado que está crescendo cada vez mais.

  7. Gostei do post, gostei dos comentários. Não sabia que você trabalhava no Santa. Aliás, de onde eu te conheço?
    AEKUheakuhkeauhkuehueak

    Concordo com o Felipe em relação à “fazer algo bem feito requer dedicação àquilo”.

    Mas agora, mudando de saco pra mala, se eu sou blogueiro, eu acabo sendo um mini-jornalista? E se isso é tendência, vai existir uma pós em blogagem? aeuhaeukheakuhuea

    Perguntas toscas, mas que fazem um certo sentido. Ou não

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s