Publicado em Pessoal

Natal é…

Pra mim, Natal não é Papai Noel (mascote da Coca-cola), nem Jesus Cristo (mascote da Igreja). Pra mim Natal é aquele momento auge da nossa vida. Aquele período único que nos arranca um sorriso do rosto e faz com que acreditemos que a vida é sim, a melhor coisa que existe.

E esse ano foi um ano recheado de Natais pra mim.  Foi um ano que, mesmo com muita coisa ruim, me trouxe algumas das melhores sensações, sentimentos e experiências que já tive. Esse ano inteiro foi um grande Natal. E cada um de vocês foi parte importante nisso. São vocês que fizeram meu Natal esse ano. Espero que gostem, e que consigam se localizar no texto abaixo, pois ele foi escrito para cada um de vocês.

Feliz Natal (todos os dias do ano).


Natal é…

Comer um algodão doce na sombra de uma árvore e melecar o rosto. Se apaixonar pela menina mais bonita da festa, de todas as festas. É compartilhar uma vida ao lado de alguém, mesmo que não dure pra sempre.

É viajar para outro estado e provar coisas novas. É ensinar e aprender na mesma noite. E descobrir que quando a gente ensina é justamente quando a gente mais aprende.

É aprender que uma conversa com o chefe faz tanto bem pra sua auto-estima que você pensa que é o super-homem, um profeta, ou no mínimo espetacular.

É saber que seus pais iriam até o Inferno pra te tirar de qualquer enrascada. Ou melhor, eles até reescreveriam toda a Bíblia, só pra apagar esse lance de Inferno, pra te deixar mais seguro.

É saber que seus irmãos sãos seus melhores amigos, aqueles nos quais você mais pode confiar. É dar risada com o sogro e ajudar a sogra na cozinha.

É andar de mãos dadas, beijar um beijo proibido. Dois beijos proibidos. Centenas e centenas de beijos proibidos. É fazer amor com um sorriso no rosto, sem se acreditar que algo na vida pode ser tão bom e tão especial. É fazer amor a qualquer hora, em qualquer lugar, quatro vezes seguidas, como se o mundo fosse acabar no instante seguinte.

É saber que existe uma pessoa no mundo para quem você pode contar todas as suas angústias, e saber que ela sempre estará lá para te acolher. Saber que mesmo depois de meses brigados, o colo dela ainda é o lugar mais confortável do mundo.

O Natal é crescer e amadurecer, tanto pelos nossos próprios erros, quanto pelos erros dos outros.

É fazer 25 anos ao lado dos mesmos amigos que você tinha aos 5, 10, 15 anos, com um monte de outros novos junto.

É dar os braços com um monte de gente que você sequer conhece simplesmente para ajudar a informar uma cidade assustada. É doar o que te sobra por amor à cidade. É crer na força, na garra e na reconstrução.

É ter um segundo lar, onde você chega, tira os tênis, entra na internet e se joga na cama, como se fosse a sua própria casa. É amar e odiar a mesma pessoa. É ir todos os dias em busca dela, mesmo que não tenha nada a falar.

É ser chamado por uma criança de três anos para brincar de carrinho. Virar “tio” de uma hora pra outra, e achar isso o máximo. Descobrir que ao invés de medo de crianças, você adora elas.

É tomar um porre, ou virar vegetariano da noite pro dia. É curtir um show de rock, uma partida de futebol ou dançar um sertanejo universitário com a mesma alegria. É ganhar duas primas novas ao mesmo tempo.

É correr 10 quilômetros sem parar, dando risadas e trocando forças com um companheiro não só de competições, mas de vida. É superar limites.

É arrumar um sócio, que nem se formou ainda. Mas saber que ele faz planos para o futuro como ninguém e que ele pode ser a consciência que te falta no trabalho diário.

É ganhar um presente especial para canhoto, só porque você aprendeu a escrever com a mão errada.

É ser entrevistado ao invés de entrevistar. É ser perguntado sobre dezenas de coisas por gente que admira o seu trabalho.

É ser o capitão do time dos que não prestam, e ao mesmo tempo ser um bom rapaz. É fazer amigos no ambiente de trabalho, a ponto de querer ir trabalhar até quando não precisa. É ser amigo do chefe, do subordinado, de todos.

É ver um ídolo se transformando em amigo e confidente. Se tornar personagem das histórias que adorava ler.

É se apaixonar no primeiro encontro. Se apaixonar pela vida.

Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

7 comentários em “Natal é…

  1. tb não acredito em papai noel e shopping decorado…
    mas adoro rabanada e família e amigos, e isso é natal. estar com quem se ama. bjs
    e feliz natal e um maravilhoso 2009

  2. O natal já foi mais animado pra mim, agora não tem mais tanta graça..sei lá. esse ano tava bem desanimadinho assim..mesmo com toda a familia la em casa…É SMEPRE A MESMA COISA! eu queria mudar, fazer diferente uma vez, podia ser na praia ou viajar pra bem longe *-*
    dai sim, seria legaaaaal :D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s