Publicado em Geral

Em Blumenau sem meu carro

Se você quer entender melhor os problemas de ficar sem carro em Blumenau, eu recomendo ler este blogueiro aqui. Ele trata com muito mais propriedade do que eu sobre as mazelas de quem tem que depender de transporte público nessa cidade.

E já que tem gente que se comoveu tanto com o fato de eu ficar sem carro, agradeço pelas palavras de conforto. Realmente me senti muito melhor.

Em breve quero testar o novo aluguel de bicicletas, instalado na cidade. Passei hoje por lá para ver e elas parecem aquelas Cecizinha que minha irmã tinha quando era criança. Pelo menos não é rosa.

Achei os valores caros, as opções de lugar para locação escassas, e a forma de cobrança ridiculamente inviável.

Ainda assim, só me posiciono definitivamente depois de testar o serviço.

Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

4 comentários em “Em Blumenau sem meu carro

  1. Obrigado pela indicação. E digo mais: sorte a tua de residires na Itoupava Seca. Muita coisa ainda pode ser feita até ou com uma “magrela”. Para quem mora do outro lado do rio é que é uma tristeza.

    Giovanni Ramos
    Jornalista e pegador de busão

  2. Você ta muito chato com esse papo de “tadinho de mim to sem carro”. Caralho, qual o problema de ser mais um mortal sem carro que pega coletivo?

    Será que você é daquele tipo orgulhoso que precisa se mostrar bem sucedido? (Como se um carro fosse provar isso)

    Você é muito bom pra se misturar com o povão não é mesmo? Se foda as oficinas, não tem coisa mais importante no mundo para um comunicador se revoltar? E o problema meu chapa não são as oficinias são playbas como você que precisam do carrinho pra tudo.

    Todo mundo tem q ter um, custe o que custar e a cidade vira a merda que tá.

  3. Ana, já passei o link do blog Controversas com diversos motivos que explicam muito bem as falhas no transporte coletivo de Blumenau.

    Olha, se eu tenho um emprego que exige de mim mobilidade para todas as cidades do Vale do Itajaí, de Balneário Camboriú até Lontras, o problema definitivamente é somente meu.

    E pra isso eu preciso de carro. Sinto lhe informar, mas não existem ônibus que voltam após das 23h30min de Ibirama, por exemplo.

    Esta é minha profissao, este é meu estilo de vida. Tem seus prós e tem seus contras. Um dos contras é a dependência constante do carro. Mas é coisa minha.

    Por sorte, meu carro já ficou pronto, ainda mais cedo do que o esperado, e eu já voltei ao trabalho normalmente, fazendo viagens nesta semana a Ascurra e a Apiúna.

    E não, não dá de pegar “coletivo” de noite vindo destas cidades para Blumenau.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s