Publicado em Listas & memes, Pessoal

Meu tipo psicológico conforme Jung

Meu perfil de acordo com a psicologia de JUNG:

INTP


O Arquiteto

Arquitetura é a ciência das relações espaciais – a organização, estrutura, construção, configuração – e os Arquitetos, desde pequenos, estão preocupados com relatividade espacial e [projetos/modelos de sistemas]. Mas os INTPs não devem ser considerados como unicamente interessados na configuração de espaços tridimensionais, como edifícios, pontes e máquinas; eles são também os arquitetos de currículos, de empresas, e de todos os tipos de sistemas teóricos. Em outras palavras, INTPs são homens e mulheres cujo objetivo é delinear estruturas sistêmicas e construir modelos estruturais. Todos esses Arquitetos consideram o mundo como pouco mais do que matéria-prima a ser remodelada de acordo com a sua concepção, como pedra bruta que deve ser lapidada. De fato, nos seus anos posteriores (depois de descobrir que a maioria das outras pessoas está fingindo uma compreensão das leis da natureza) os INTPs tendem a julgar-se organizadores superiores que devem opor-se à natureza e à sociedade em um interminável esforço para criar organização a partir das matérias-primas da natureza. Enquanto os também Racionais INTJs são especialistas em ordenação, os Racionais Arquitetos são especialistas em organização.

Como uma variante dos Racionais de Platão e dos Dialéticos de Aristóteles, os INTPs são pouco diferentes dos outros NTs na maioria dos aspectos. Como todos os Racionais, eles são abstratos na comunicação e utilitaristas ao implementar seus objetivos. Eles preferem estudar ciência, são preocupados com tecnologia e trabalham bem com sistemas. O seu ponto de vista é pragmático, cético, relativista, focado em interseções espaciais e intervalos de tempo. Eles baseiam sua auto-imagem [definido pelo autor pela combinação de auto-estima, auto-respeito, e auto-confiança] em serem engenhosos, autônomos e resolutos [respectivamente]. Se depender deles, são calmos; confiam na razão, são famintos por conquistas, buscam conhecimento, valorizam cordialidade e aspiram a ser como magos da ciência e tecnologia. Intelectualmente eles são muito mais propensos a exercer a estratégia à diplomacia, à tática, e sobretudo à logística. Além disso, com a sua natureza investigativa ou exploradora eles tendem a preferir o papel informativo do Engenheiro ao papel diretivo do Coordenador. E porque são reservados e altamente atentos eles parecem preferir o papel do Arquiteto ao do Inventor (ENTP).

Arquitetos são raros — estimemos um por cento da população — e portanto dificilmente encontrados em locais comuns, ou se encontrados, não são reconhecidos. Para este tipo de Racional, o mundo existe essencialmente para ser analisado, entendido e explicado. A realidade externa em si não é importante, é uma mera arena para verificar a utilidade de idéias. O importante é que as estruturas básicas do universo sejam descobertas e enunciadas, e que tudo o que seja declarado sobre o universo seja declarado corretamente, com coerência e sem redundâncias.A curiosidade acerca destas estruturas fundamentais é a força motriz dos INTPs, e eles pouco se importam se os outros entendem ou aceitam suas idéias. Os Arquitetos aprenderão por qualquer maneira ou grau que possam. Se conhecimento pode ser adquirido ao observar alguém ou praticar alguma ação, então vale a pena; se não pode, então não vale a pena.

Os Arquitetos estimam a inteligência em si mesmos e nos outros, e parecem estar constantemente à procura dos princípios tecnológicos e das leis naturais sobre as quais o mundo real está estruturado. A varredura cognitiva dos INTPs não é global e difusa como a dos NFs; pelo contrário, os Arquitetos limitam sua procura apenas àquilo que é relevante para o assunto em questão, e portanto eles parecem capazes de se concentrar melhor do que qualquer outro tipo. Os Arquitetos também podem tornar-se obcecados com a análise. Uma vez apanhados em uma reflexão, esse processo parece ter uma vontade própria, e eles persistem até compreenderem o problema em toda a sua complexidade. Além disso, uma vez que os INTPs sabem alguma coisa, eles a lembram. Com o seu grandioso desejo de compreender as leis da unidade e diversidade, eles podem ser um pouco arrogantes e às vezes podem mostrar impaciência com outros menos dotados de capacidades dos Engenheiros [ver tópico], ou menos auto-motivados. Infelizmente, o seu orgulho por sua engenhosidade pode às vezes gerar hostilidade e atitudes defensivas por parte dos outros.

Os Arquitetos apresentam a maior precisão no pensamento e na linguagem de todos os tipos. Eles tendem a perceber distinções e inconsistências no raciocínio e na linguagem instantaneamente, e são capazes de detectar contradições em afirmações independentemente de quando ou onde as afirmações tenham sido feitas. Apenas frases que sejam coerentes têm sua consideração, e portanto a autoridade conferida por um cargo, credencial, ou fama não os impressiona. Tal como os ENTPs, os INTPs são devastadores em debates ou em qualquer forma de discussão; suas habilidades em análise diferencial dá-lhes uma enorme vantagem em descreditar os argumentos dos seus oponentes e em reforçar os seus próprios. Eles consideram todas as discussões como uma busca por compreensão e acreditam que a sua função é eliminar inconsistências, não importa quem seja responsável por elas. É difícil para um INTP ouvir absurdos, mesmo em uma conversa informal, sem apontar o erro de quem os falou, e isso torna a comunicação com eles uma experiência desconfortável para muitos.

Este tipo de Racional é o lógico, o matemático, o tecnólogo, o cientista — aquela pessoa determinada a qualquer exercício que exija arquitetônica, análise de sistemas, ou concepção [design] estrutural. Mas atente-se, arquitetar não é o mesmo que a busca do Artesão por moldar matéria em formas harmônicas, mas o processo mais abstrato de delinear modelos.Para o Arquiteto, o modelo é o que importa, seja um modelo de duas, três ou quatro dimensões.

É difícil para alguns tipos compreender esses Engenheiros curtos e vigilantes por causa de sua linguagem técnica e complexa e por evitarem redundâncias. No entanto, eles podem ser excelentes professores, especialmente para alunos avançados, embora novamente é raro gozarem de muita popularidade pois podem ser professores bastante exigentes. Eles não são bons em [trabalhos burocráticos] e ficam impacientes com detalhes rotineiros.Eles preferem trabalhar silenciosamente, sem interrupções e freqüentemente sozinhos. Eles tendem a ser tímidos, exceto quando estão com amigos próximos, e sua reserva é difícil de penetrar. Por todas essas razões, os INTPs são freqüentemente vistos como difíceis de se conhecer, e raramente é percebido o verdadeiro nível de sua compentência. Para que seu talento seja usado de forma eficaz por uma [organização], deve ser fornecido aos Arquitetos uma eficiente equipe de apoio que possa capturar suas idéias assim que surjam e antes que eles percam o interesse e mudem para outra idéia.

Os Arquitetos levam seus relacionamentos a sério e são fiéis e dedicados — embora sejam, às vezes, preocupados e um tanto esquecidos com compromissos, aniversários e outros rituais sociais comuns. É pouco provável que tais atividades socias sejam bem-vindas em casa ou que eles as planejem, ficando satisfeitos em deixar a organização de interações sociais para seu(sua) companheiro(a). Se tiverem a oportunidade, os INTPs refugiar-se-ão no mundo dos livros e emergirão apenas quando as necessidades físicas tornarem-se imperativas.Entretanto, os Arquitetos não se irritam facilmente, são complacentes e fáceis de se conviver — isto é, até que um de seus princípios seja violado; nesse caso, sua adaptabilidade cessa completamente. Eles preferem manter seus desejos e emoções para si mesmos, e podem parecer insensíveis aos desejos e emoções dos outros, uma insensibilidade que pode confundir e frustrar seus companheiros. Mas se o que seus companheiros estão sentindo é um mistério para eles, os Arquitetos estão sempre atentos ao que seus parceiros verdadeiramente dizem ou fazem, e provavelmente pedirão a eles que lhe forneçam uma base lógica para suas alegações e ações.

Arquitetos são pais dedicados; eles gostam de filhos e levam o processo de criação muito a sério.Cada um dos seus filhos é tratado como um indivíduo racional, com direitos, privilégios e tanta autonomia quanto uma criança pode lidar de modo seguro. Os INTPs incentivam seus filhos a serem responsáveis por suas próprias vidas e a traçar seu próprio rumo. Eles não impõem as expectativas que têm sobre si mesmos sobre seus filhos e nunca os atacam física ou verbalmente.Quando é seguro, os Arquitetos deixam que as conseqüências naturais das ações dos seus filhos ensinem-os sobre a realidade. Quando isso não é seguro, eles criam alguma forma de esboçar as conseqüências lógicas para que previnam o ato em questão.

Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

Um comentário em “Meu tipo psicológico conforme Jung

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s