Publicado em Geral

A direita, o #precojusto, e o jeito DEM de se fazer oposição

Será que a direita descobriu o seu jeito de ser oposição?

Utilizar o Felipe Neto como garoto propaganda da campanha de desmoralização do governo federal #precojusto é uma saída simples e eficaz.

A direita nunca esteve acostumada a ser oposição e, com os altos índices de aprovação do governo Lula, ficou completamente perdida.

Reflexo disso foi o PFL/DEM/PSD que não decide que partido quer ser, que nome quer ter e nem mesmo que ideologia quer seguir. Só sabe que quer, o mais rápido possível, voltar a ser situação. Pois como oposição, simplesmente não presta.

Mas no maior estilo “Classe Média Sofre“, a direita quer reclamar, quer xingar muito no twitter, e quer falar pra todo mundo ouvir que não aceita o PT estar no poder. Por ideologia? Duvido muito. O que mais vemos são reclamações preconceituosas ou vazias, como por exemplo colocar a culpa do aumento do preço da gasolina no Governo Federal.

Acontece que o governo já provou – com números e fatos – que a gasolina é repassada aos conglomerados donos de postos a gasolina a cerca de R$ 1 o litro da gasolina. O aumento vem de outro lugar.

Daí vem uma campanha contra os impostos altos – o tal Preço Justo – onde o que vemos é gente muito mais revoltada pelos impostos cobrados na compra de um iPad do que na compra de um saco de feijão. É gente que reclama de barriga cheia, é mimimi de classe média.

Mas é um protesto que pega.

Todo mundo (da classe média) tem carro. Se a gasolina está cara, esse é um protesto fácil de se fazer, todo mundo vai querer aderir sem tirar a bunda do sofá, é claro.

Protestos assim, apesar de burros e unilaterais, funcionam.

E aparentemente, demonstram que é a forma da direita fazer oposição.

Por enquanto, ainda estão aprendendo. Mas quando acertarem a mão, vamos ver o que vem por aí.

Até lá, ainda soa como mimimi de garotos mimados.

Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

2 comentários em “A direita, o #precojusto, e o jeito DEM de se fazer oposição

  1. Tenho uma visão um pouco diferente sobre o assunto, mas gostei da relação do manifesto com o nosso cenário político. O duro é que tanto o bloco PFL/DEM/PSD que mencionastes, além do PSDB, quanto o PT/PMDB/PCdoB não tocam no assunto da carga tributária. Como dizia a música da campanha, se não fizeram em tanto tempo, porque vão fazer agora?

    Particularmente, gostei da ideia do movimento, apesar de achar que a gurizada tá pegando a questão pelo lado errado. A passagem do ônibus, do metrô e a rala cesta básica também sofrem da mesma forma com essa picaretagem. Talvez, como mencionastes, usar o fascínio por iPads, iPhones e novidades tecnológicas dê à turma classemediana mais motivação a aderir à campanha.

    Reforma tributária. Acho que não veremos por aqui.

    É isso. Parabéns pela análise e tudo de bom.

    Abraço, Jean.

  2. Boa noite Fabio, ótima sua opinião, gostei da forma analisou todo aquele borbulho que se faz no twitter…

    E com opiniões como essa entendo o “medo dos jornalistas” que citastes no #muticomsc em Joinville.

    Abraço

    Jean… (tbm rsrs)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s