Publicado em fabrito recomenda, Internet

F8: O novo Facebook é o futuro da Internet?

Mark Zuckerberg apresenta a nova Timeline

Hoje, dia 22 de setembro de 2011, Mark Zuckerberg (o CEO fodão do Facebook) fez uma apresentação ao vivo sobre o que é o novo Facebook. Assisti a apresentação do início ao fim com um sorriso no rosto, uma cara de assustado, olhos brilhantes e pelos arrepiados.

Sabe quando você é criança e vê o Papai Noel? E ele é a personificação de um universo infinito de possibilidades?
Então. Foi exatamente assim que me senti.
Muita gente pode achar isso bobagem, exagero, o que for. Acontece que eu me lembrei claramente de quando eu era criança e da forma como, há 20 anos, eu fiquei impressionado a ser apresentado à tecnologia. Uma tecnologia que meus pais não dominavam, meus irmãos não dominavam, o mundo não dominava. Era uma realidade nova, diferente, e que todos teríamos que aprender juntos.
Era DOS, Windows 3.1 e 3.11, editor de texto Fácil e tela preta com letras verdes. Tudo isso me mostrou que o mundo estava mudando, e foi a primeira vez na minha vida que eu percebi que eu também fazia parte dessa humanidade. Não como mais um a chegar e receber as coisas, mas sim como uma pessoa que fazia parte diretamente do futuro que estava sendo construído. Eu era uma nova peça num novo mundo, e as possibilidades seriam infinitas porque o mundo estava mudando, e eu era uma peça chave nesta mudança.
Pois 20 anos se passaram e eu mudei muito junto com o mundo, com a tecnologia, com a internet. Todos nós mudamos. E finalmente, 20 anos depois, eu sinto novamente que o mundo pode passar por uma nova mudança. O 3.0 chegou. As vidas serão catalogadas através do Facebook, as músicas que ouvimos, os filmes que assistimos, as comidas que provamos, tudo vai fazer parte da nossa história, pública e amplamente divulgada.
f8 facebook public
Público aguardava as novidades.

As discussões sobre superexposição sempre existirão, mas eu ouso dizer que é uma discussão do passado. O mundo mudou. Com a nova Timeline, o meu filho poderá ter um perfil antes mesmo de nascer. A sua gestação será catalogada e arquivada. Ele, aos 10 anos de idade, poderá ver as fotos da mamãe grávida, assistir aos vídeos das risadas que seus pais dividiram na beira da praia e ver ele mesmo aprendendo a andar.

Claro, hoje tudo isso já é possível. Mas isso ganhará proporções maiores, colaborativas e interativas.
Numa visão otimista e quase utópica, eu diria que o Facebook tenta derrubar a barreira entre o virtual e o real. Isso traz muitos benefícios e muitos problemas para a nossa sociedade. Mas é o mundo mudando. Uma mudança necessária, uma evolução da forma como a nossa sociedade interage com a tecnologia.
Para testar (bem superficialmente, é verdade) o novo visual do facebook, basta entrar nesse link: http://www.facebook.com/about/timeline
E você, o que achou da apresentação de Mark e do futuro do Facebook?
Anúncios

Autor:

Fábio Ricardo é jornalista blumenauense apaixonado pelo mundo digital, por inovação e por histórias pra contar. Acha que a vida é melhor cercada de gatos, em cima de uma Harley, com uma caneta na mão e uma cerveja em cima da mesa.

5 comentários em “F8: O novo Facebook é o futuro da Internet?

  1. Você falou muito bem. Toda essa mudança e evolução dos meios de comunicação, da própria tecnologia em si (de modo geral), foi tão absurda e dinâmica que todo esse movimento tornou-se necessário. Muitas empresas (como o Facebook) dependem dessa evolução e trabalham dia e noite para promovê-la.

    O mercado exige isso e sabe que há consumidores (em todas as esferas da sociedade) capazes de absorver esses produtos.

    Mais uma vez essa plataforma social me encantou. Não pude acompanhar todo o evento em livestreaming mas pude ver comentários pela rede.

    Estou tão feliz e entusiasmado com as mudanças quanto você haha.

    Texto bacana.
    Abraço e sucesso, meu caro.

  2. Eu comecei o texto achando que você estava exagerando. Mas, concordo que é de arrepiar a evolução da tecnologia, especialmente das redes sociais.
    Acho que os usuários devem tentar encontrar um equilíbrio, porque essa história de estar “antenado” e ficar expondo a vida de forma indiscriminada não está com nada.
    Neguinho acha que estar antenado é dar chek in em todo lugar onde chega, contar o que está usando, o que gosta de fazer, com quem e onde está.. e não percebe que está se condicionando a ser controlado pela tecnologia.
    Eu heim, esse povo devia ver ‘Metrópolis’… Daqui a pouco vai ser fácil ‘chipar’ todo mundo… ninguém mais tem senso crítico ou é impressão minha?

  3. A cada dia que passa, parece que existem tantas ‘verdades’ que ficamos confuso, até acredito que exista diversas verdades sim, visto que cada um possui uma ótica a respeito dos variados assuntos e fatos que nos rodeiam. Acredito que o uso das redes sociais irão crescer e o nível de maturidade de seus usuários também, porém, quanto ao nível de maturidade de uso, este crescerá numa proporção menor, considerando que a cada novidade é um choque para a maior parte das pessoas que usam redes sociais, e ainda posso afirmar que a maioria que usa, usa sem ter o mínimo de domínio a respeito, usam o básico para que possam fazer parte dos “antenados”, tremenda ilusão. Fato inquestionável, por mais que seja ilusório o auto-conceito de alguns usuários, é fato que o alcance das redes sociais é o mesmo, independente do conhecimento de cada participante, pois, tudo que é exposto é visto, com ou sem conhecimento é notado. Expor a vida inteira, fica por conta dos usuários que sabem mexer na ferramenta, mas, que em sua maioria não fazem uma analogia de como melhor utilizá-la e então, entra em todas diariamente, e da satisfações a todos que estão conectados, de como acordou, como foi a manhã, como foi a reunião, como foi o passeio no parque, que está tomando chopp aqui, ali, acolá e por ai vai, não que eu tenha nada contra, mas, expor 100% do meu dia seria ser transparente em excesso, coisa esta que eu NÃO quero ser, definitivamente não.
    Minha crença nas redes sociais, é como potencial ferramenta para exposição das informações qeu julgo necessárias para algum objetivo pessoal, seja, mostrar o trabalho de quem gosto e acredito que deva ser divulgado, ou exibir promoções, campanhas publicitárias, trocar algumas idéias vez ou outra, e por ai vai… mas, nada de 100% de transparência.

    Sobre os novos conceitos que estão surgindo, acredito que muitos farão um trabalho espetacular, mas, terão aqueles que irão a escola onde estudou quando criança para tentar saber tudo que ele fez e foi, vai pegar a CTPS e exibir todas as suas ocupações até o presente momento, além é claro de tentar publicar todas as suas fotos, sinceramente? acredito que não é esta a proposta, ela vai além, e quando digo além, quero dizer, não expõe tanto e filtra mais, além é claro de fazer uma avaliação inteligente e favoráve, afinal, se nos apresentarmos com tanta transparência, qual o sentido de ter relações pessoais e fisicas, se já conhecemos tão bem, ao ponto de reprovar ao ler um perfil?

    Grande Abraço Fabio e Parabéns pelo Texto, sempre muito bom, Sempre!

    Roberto

  4. Roberto, a sua preocupação é a mais constante e atual no mundo inteiro. Todos estão com os mesmos medos da divulgação em excesso.
    Mas eu acredito que é necessário uma quebra de paradigmas, aqui.
    Nós temos em nossa mente – por questões de cultura social nos passada ao longo de anos – que existem dois mundos: o virtual e o real.
    Eu acredito que esta diferenciação cairá por terra num futuro muito mais próximo do que imaginamos.
    Desta forma, o que fazemos no mundo “real” e o que fazemos no mundo “virtual” deixaria de ter uma diferenciação cultural tão grande, e automaticamente publicar todas as fotos do churrasco entre amigos passa a ser uma coisa natural.
    Nossos amigos virtuais e reais se misturarão, e no futuro os jovens já não saberão mais diferenciar as duas coisas. Eu acredito sim nisso, acho que estarei vivo para ver essa mudança ocorrer em âmbito mundial.
    Por isso, acredito que a sua questão ao final do comentário logo deixará de existir. Conhecer uma pessoa pelo virtual ou conhecer uma pessoa num barzinho deixará de ter diferença.
    Hoje, esta diferença já vem diminuindo. Afinal de contas, assim que conhecemos alguem no barzinho, no dia seguinte já aproveitamos para adicionar a pessoa no Facebook e saber quanto dos nossos gostos em comum dividimos.

    Abração e valeu pelo comentário!

  5. Fábio,

    É verdade que a tendência seja essa mesmo, mas, uma das coisas que acredito hoje, mas posso mudar de opinião com certeza, o que acredito ser formidável, visto que não caracterizo-me por ter que nem a mulinha que visualiza apenas sua frente e nada ao seu redor impossibilitando-a de mudanças favoráveis.. enfim, acredito que o grande problema está no Chek-in, se isso pegar, será um problema para segurança pessoal, tanto para problemas pessoais, quanto profissionais, politicos e por ai vai, acredito que a idéia do check-in é muito legal para informações que realmente necessitam de chegar a público, no mais, acredito que hoje ou futuramente seja sim um perigo, mas claro, acredito na insegurança da transparência, mas, isso nada impedirá de acontecer. Sinceramente? trabalho com informática a quase 13 anos, em áreas diversas, mais em sua maioria na área de infra, o que posso dizer e chamar de necessidade hoje, é que seja criada com urgência uma nova NECESSITADADE EDUCACIONAL, traduzindo isso do jeitinho que eu penso, quero dizer que assim como ensinar a ler, escrever, interpretar e calcular, será também necessário ensinar a Navegar(internet) e analisar, o que seria excelente, visto que poucas pessoas aprendem a ter senso crítico e analítico.

    Estas Palestras que sempre rolam em variadas cidades deste mundão nosso, são realmente muito benéficas, principalmente quando estão atreladas a algo além do Marketing e Publicidade, o que é excelente, porém, não pode ser único.

    Vamso nos falando e discutindo por assuntos diversos.

    Grande Abraço!

    Roberto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s