O céu chorou

Com a chuva nervosa de hoje em Blumenau, me lembrei de um post meu de dezembro de 2006. Na ocasião da morte do artista plástico Élio Hahnemann, uma série de dias bonitos teve fim e o céu chorou. No dia seguinte, o dia bonito voltou. Me pergutno qual o artisa colorido que morreu na manhã de hoje, para fazer as cores irem embora dessa forma. Resta o desejo de que ele chegue logo no céu para pintar a vida mais bonita. E em forma de homenagem, deixo aqui as palavras emocionadas que escrevi naquele dia:

Morreu Élio Hahnemann.

ok, todo mundo sabe disso. e todo mundo que lê o o Santa tbm sabe que eu fui lá no velório dele.

não conheci o artista nem a pessoa. ao menos não pessoalmente. Mas conheci seus quadros. Élio Hahnemann era grande.

Tudo que ele fazia era colorido. Pintava o mundo em cores mais alegres.
Sua vida tinha tudo para ser em preto e branco. Portador de uma doença que o degenerava aos poucos, não tinha membros.
Mesmo assim, seu sorriso era colorido, dizem os que o conheceram.

No dia que Hahnemann morreu, os dias ensolarados que aqueciam Blumenau viraram lembrança.
Suspeito que tenho sido ele a pintar aqueles sóis bonitos, todas as manhãs no céu.

Pois quando ele morreu, o dia ficou cinza. O cinza escorreu do céu escondendo o azul, o amarelo, o verde…
Só sobrou cinza, por tudo.

O céu choveu e chorou. E molhou os corações, cujas lágrimas artísticas escoriam também.

Logo depois do enterro, o sol surgiu.
Élio chegou no céu, pegou seus pincéis pela primeira vez sem a necessidade de artefatos. Pois no céu, nós não precisamos ter mãos para segurar os pincéis da imaginação.

E lá de cima ele pintou um dia bonito. Um céu azul, nuvens bramquinhas, folhas verdes e um sol amarelão.
Colorido como seus quadros.

Agora, os dias devem ser mais bonitos.
Se ele não pinta mais aqui embaixo, com certeza vai passar a pintar lá em cima.

Continue pintando um mundo mais bonito.

Fábio Ricardo, 7/12/2006 – 20:20

Anúncios

Enchente em Blumenau? – parece que não.

Escapamos de uma boa. O rio encheu, encheu, encheu, chegou a ultrapassar a marca de 8m (ao contrário do que a Defesa Civil disse) e depois começou a baixar. Agora já está na casa dos 5m e a população volta a respirar aliviada. O pânico passou.

Ainda assim, não há uma alma sequer que não olhe para o céu de tempos em tempos, com um olhar de preocupação para as nuvens negras que insistem em encobrir a cidade. É, minha gente, vem mais chuva por aí.

A previsão do tempo já avisou: quinta-feira a água volta a cair do céu. Possibilidades de pancada de chuva em toda a região. Com isso, provavelmente o rio voltará a encher, e o maior risco dos blumenauenses é que na sexta-feira o rio possa transbordar. É apenas uma possibilidade, isso só vai acontecer realmente se chover muito. Vamos torcer por uma trégua de São Pedro.

Visitei as cidades de Ascurra e Apiúna ontem e hoje. Em Ascurra, todo mundo tranquilo, sem nenhum risco. Em Apiúna o rio chegou a subir bastante ao lado da Brandili, mas não chegou a invadir o estacionamento. Agora ele já está em uma altura normal novamente. Tudo seguro na região. Se o tempo colaborar, nada vai acontecer além do susto inicial.

Enchente em Blumenau?

Blumenau começa a se lembrar dos dias tristes vividos em Novembro do ano passado. A chuva não dá trégua e o medo já volta a tomar a cidade, e toda a região do Vale do Itajaí. O medo é pelo motivo óbvio: risco de enchente.

De acordo com o Boletim Oficial de Defesa Civil, às 12h o nível do rio Itajaí Açu em Blumenau era de 5,86 metros, com previsão de chegar a 7m às 15h, e possibilidade de alcançar os 9m ainda nesta noite se a chuva não der trégua.

Em Vidal Ramos, a enchente já tomou as ruas e impediu acessos a boa parte da cidade. Em Ilhota, a Defesa Civil está utilizando um caminhão anfíbio do Beto Carrero, de acordo com as informações do Jornal de Santa Catarina. Blumenau segue em estado de atenção, enquanto Brusque já divulga estado de emergência, de acordo com a Furb.

Três bairros de Gaspar já estão sem acesso. São eles: Arraial, Belchior Baixo e Nova Biguaçu. As manobras no porto de Itajaí foram suspensas devido às correntezas. Um estádio de esportes desabou em Araranguá, no Sul de SC. Rio do Sul já está retirando famílias de áreas de risco. E os jornais da RBS não falam de outro assunto senão as chuvas.

A rua 1º de janeiro, em Blumenau, é sempre uma das primeiras a ser alagada. Ela já está embaixo d’água neste momento. O bom blog Chuva em SC, do grupo RBS, está realizando um trabalho formidável de seguir com o que foi realizado com o saudoso AllesBlau no ano passado. Bastão passado com louvor. O AllesBlau, por sinal, ainda não avançou nestas chuvas recentes. Não há como fazer frente ao novo noticiário online do Santa (inexistente ano passado) com uma equipe sem remuneração ou tempo livre. Mas ótimo, fizemos a nossa parte e agora deixamos o trabalho com quem entende do assunto.

Vale lembrar a todos para redobrarem a atenção, os riscos são iminentes. Ainda assim, não há motivo para pânico. Pânico não resolve nada. O que precisamos é pensar em como evitar maiores danos.